| Home | links do setor | associados | diretoria |

Processo "reverso" poderá revolucionar indústria do couro

Um novo processo ambientalmente correto e mais limpo poderá revolucionar a indústria do couro, de acordo com um artigo publicado no último exemplar da revista Environmental Science & Technology, publicada pela Sociedade Química Norte-Americana. A pesquisa foi feita por cientistas do Instituto Central de Pesquisas em Couro, da Índia.

O tratamento "reverso" do couro, que essencialmente inverte o processo tradicional, começando por onde o curtimento normalmente termina, economiza tempo, custos e energia - ao mesmo tempo em que diminui drasticamente o uso de água e os poluentes liberados.

Do pré-curtimento ao acabamento, o tratamento tradicional do couro consiste em cerca de 15 etapas, produzindo grandes quantidades de água suja e poluentes, incluindo sulfetos, cloretos, sulfatos e outros compostos.

A nova técnica inverte esse processo e elimina algumas das etapas, resultando, segundo os pesquisadores, em substanciais ganhos de eficiência produtiva. No novo processo, por exemplo, antes do curtimento, as peles são tratadas com produtos químicos normalmente utilizados depois que o curtimento está completo.

Segundo os pesquisadores, o novo processo exige 42% menos tempo, 54% menos químicos, 42% menos energia, 65% menos água e diminui as emissões de poluentes em até 79%. E, para alcançar esses resultados, não foi necessário alterar-se os produtos químicos já utilizados nem acrescentar novos.


Copyright © 2002 Sinacouro. Todos os direitos reservados