| Home | links do setor | associados | diretoria |

Varejo de SP prevê alta de 4% nas vendas e melhor Natal desde 2013

01/12/2017


O Natal deste ano deverá render o maior faturamento para o varejo paulista desde 2013, segundo a FecomercioSP, com base em dados da Secretaria da Fazenda.
A projeção da entidade é de uma receita de R$ 65,14 bilhões em dezembro, 4% a mais que no ano passado.
Com o resultado, o setor prevê terminar 2017 com um crescimento real de 5%. A alta representa um alívio aos varejistas, que vêm de uma retração acumulada de 8,9% entre 2014 e 2016.
"É uma retomada consistente. O aumento de receita é observado em todos os segmentos analisados e em todas as regiões do Estado, que responde por 32% do varejo nacional", diz Altamiro Carvalho, economista da federação.
Além de setores como supermercados e farmácias, que já registravam resultados positivos mesmo durante a crise, a retomada foi impulsionada pela venda de veículos, eletrodomésticos e vestuário.
A projeção para 2018 é também positiva. O faturamento do varejo deverá repetir uma alta real de 5% –o que corresponde a uma receita de R$ 652,7 bilhões no ano.
BRASIL
A nível nacional, a projeção segue tendência semelhante, com uma previsão de crescimento de até 5% das vendas neste Natal, segundo a CNC (Confederação Nacional do Comércio).
"A queda da inflação e o aumento do crédito certamente são fatores que impulsionam o consumo, mas o principal fator será a regeneração do mercado de trabalho. Tudo indica que os piores índices de desemprego ficaram para trás", afirma Fabio Bentes, chefe da divisão econômica da CNC.
O varejo ampliado (que inclui veículos e material de construção) no país deverá fechar 2017 com uma alta de 3,7% e ter um crescimento entre 5% e 5,5% em 2018


Fonte-Folha SP
clj


Copyright © 2002 Sinacouro. Todos os direitos reservados